Suporte

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Tor: proxy anônimo para acessar site bloqueado

Sites bloqueados viraram praxe nas empresas. É comum encontrar Orkut,
Facebook, MSN, Google Talk (e outros messengers), GMail, Hotmail, tudo
bloqueado. O Youtube então, nem se fala. É um dos sites mais bloqueados.
Os novos Twitter e Facebook não ficam de fora. Para contornar esta
situação, navegar usando proxy anônimo é a melhor solução — e o Tor Project veio para nos salvar.

Os motivos destes bloqueios são óbvios: Um. Quanto maior o volume de
dados consumido, mais caro é o acesso à internet; Dois. Os funcionários
devem usar a (cara) internet das empresas apenas por motivos ligados ao
seu trabalho (e não pessoais); Três. Se os funcionários estão acessando
estes sites, não estão trabalhando. Analisando desta forma, não resta
dúvidas: as empresas devem manter estes sites bloqueados.


anonimo-mascara-escondido-v-vendeta


Do ponto de vista do funcionário, entram outras questões: Uma. Há
dias que sobra algum tempo e, afinal de contas, ninguém trabalha 100% de
seu tempo — ler o email pessoal não significa, necessariamente, baixa
produtividade; Outra. Estudo australiano sugere que navegar por lazer no trabalho pode elevar a produtividade.


Por fim, ainda existe outro motivo para qualquer pessoa usar um proxy
anônimo. Por ser anônimo, o proxy impede que você seja identificado
pelo mundo exterior, ou seja, mantém sua privacidade na internet. Claro,
para isso, alguns cuidados devem ser tomados.


Vamos conhecer uma excelente opção para navegar anonimamente (e acessar sites bloqueados) na internet: Tor.


O que é Tor


tor-project-logo-vidaliaTor é a sigla para The Onion Router
(ou O Roteador de Cebola). De acordo com o site oficial, é uma rede de
túneis virtuais que aumenta a segurança e a privacidade na internet. Ele
é usado por pessoas comuns, empresas, jornalistas, ONGs e até pela
Marinha americana para não deixar seus rastros de navegação durante
investigações.


O sistema Tor consegue esta façanha protegendo contra uma forma comum de vigilância online — a análise de dados.


Como o Tor funciona


A ideia básica por trás do Tor é bem simples. Ele separa os pacotes
de dados entre vários servidores diferentes. Seguindo um caminho
aleatório de tráfego, nenhum observador consegue determinar a origem e o
destino de cada pacote. É semelhante a alguém percorrendo um caminho
sinuoso em uma trilha e apagando seus rastros — outras pessoas não
conseguirão segui-la.


Para saber mais detalhes do funcionamento do sistema Tor, veja o resumo, inclusive com diagramas, no sites oficial torproject.org.


Limitações do Tor


O Tor não resolve todos os problemas de anonimato. Ele protege apenas
o transporte de dados. Ou seja, se você fornecer informações pessoais
em forums, estas informações poderão ser vistas.


Assim, se seu objetivo é permanecer anônimo, certifique-se que entendeu como o Tor funciona, leu a lista de alertas e seguiu as instruções específicas para seu sistema operacional.


Por fim, lembre-se que nenhum sistema de anonimidade atual é perfeito. Se há muita coisa em jogo, é melhor não arriscar.


Como instalar e usar o Tor de forma segura


Chega de explicações e alertas. Vejamos como podemos usar o Tor para acessar sites bloqueados e navegar anônimo.


  • mozilla-firefox-logoInstale o Firefox.
    Se você não tem uma versão do Firefox instalada, instale. Teoricamente,
    o Tor pode ser usado com qualquer navegador, porém alguns complementos
    do Firefox simplificam (e garantem) várias etapas. Melhor não arriscar;
  • pacote-tor-logoInstale o pacote Tor.
    A forma mais fácil e garantida de instalar o Tor é usando o pacote. Ele
    traz o Tor, o Vidalia (uma interface gráfica para o Tor), o Privoxy
    (uma filtro de proxy web) e o Torbutton (um complemento para Firefox),
    todos pré-configurados para funcionarem juntos. Vá até a página de download
    e escolha a versão estável de acordo com seu sistema operacional. Obs.:
    Não existe pacote para Linux. Neste sistema, é necessário instalar cada
    programa separadamente e configurá-los manualmente. Veja as instruções;
  • torbutton-desabilitadoConfigure o navegador.
    Depois de instalar o pacote, é preciso configurar seu navegador. Caso
    você esteja usando o Firefox, como recomendado, basta reiniciá-lo (a
    configuração, neste caso, é automática). Verá o ícone do Torbutton no
    canto inferior direito da janela do navegador — escrito Tor desabilitado em vermelho. Clique sobre ele e mudará para Tor habilitado em verde;
  • verificar-tor

  • Certifique-se de estar na rede Tor. Vá até este site. Ele deduzirá, em função do seu IP, se está na rede Tor ou não;

Seguindo estes passos, você será capaz de navegar em qualquer site
bloqueado no seu trabalho. Também estará usando a melhor tecnologia em
anonimato da internet — as chances de garantir sua privacidade são
altíssimas.


Para usar Tor com outros programas que não o navegador — MSN e Google
Talk, por exemplo — configure cada um deles para conectar-se usando
proxy HTTP com o Privoxy (ou seja, localhost na porta 8118). Para
usuários do Windows, na página de download há uma versão do pacote que
já vem com o excelente comunicador instantâneo Pidgin pré-configurado.


Última recomendações


Não posso reforçar mais: informe-se sobre o sistema, entenda como ele funciona e leia as páginas indicadas acima. Isto é muito importante! É óbvio, mas também não entre em sites pornográficos no trabalho, pois certamente será demitido — o Tor deixa sua navegação anônima, mas não deixa seu chefe cego.


Agora diga: Como você faz para acessar sites bloqueados no trabalho ou manter-se anônimo enquanto navega na internet?

Reações:

1 comentários:

A página pro download também está bloqueada. O que faço? Onde baixo?

Postar um comentário

Corsa Sedan Mal Educado

Corsa Sedan Mal Educado
Clique para Baixar